A SBTMO


História

A Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO) foi fundada no dia 15 de abril de 1996 com o intuito de fortalecer a especialidade no País e representar a opinião e os interesses dos especialistas que congrega, dentro de seu campo de atividade, aos poderes públicos em geral, inclusive judicialmente, além de estabelecer normas para o funcionamento de novas Unidades de Transplante de Medula Óssea e/ou de Células Tronco-Hematopoiéticas.

Ao longo dos últimos vinte anos, e mais de dois mil procedimentos realizados, a SBTMO pode afirmar que está cumprindo o papel junto à sociedade. Os resultados são semelhantes aos obtidos nos centros mais desenvolvidos do exterior e constituem motivo de orgulho para todos que se dedicam intensamente ao cuidado destes pacientes.

A SBTMO tem contribuído significativamente na normatização da política de TMO no País, impedindo que a estruturação de um programa nacional fosse devolvida como uma atividade isolada, burocratizada e sem expressão científica. Reunindo os seus membros em várias ocasiões, os esforços foram coroados com a publicação da Portaria nº 1.217, em 13 de outubro de 1999. Trata-se de um decreto ímpar que regulamenta as várias indicações para o TMO, normatiza as condições para a assistência e estabelece as condições iniciais para a viabilização do programa de transplantes utilizando doadores não aparentados.

Acesso ao Estatuto


Estatuto

O Estatuto Social da Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO) foi aprovado no dia 7 de novembro de 2007, em São Paulo (SP). O documento rege as políticas de atuação da entidade. Clique nos capítulos para ler seu conteúdo.

Título Arquivo
ESTATUTO SOCIAL CONSOLIDADO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA Download

QUERO RECEBER NOVIDADES



SBTMO 2019 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Purpose Agency